Terça-feira, 27 de Fevereiro de 2007

Menos descargas no autoclismo

Menos descargas no autoclismo

Ajuste o autoclismo para o volume mínimo, isso permite reduzir o consumo de água em cerca de 30%.

Escolha modelos de baixa capacidade, de descarga dupla ou com comando de interrupção.

sinto-me:
música: http://br.youtube.com/watch?v=69Grnh7Qin8
publicado por andreia às 14:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Feche bem a torneira

Feche bem a torneira

Reduza ao máximo o consumo de água ao lavar manualmente os alimentos, loiça ou roupa, evitando deixar a água a correr e fechando sempre bem a torneira.

Ao fazer a barba e ao lavar os dentes, não deixe a água a correr.

Sempre que tiver de trocar uma torneira, faça-o por um modelo de menor caudal ou opte pela instalação de arejadores.

 

Reveja o estado das suas torneiras. Não permita que fiquem a pingar.

música: http://br.youtube.com/watch?v=cndPHeBiM3s&NR=1
publicado por andreia às 14:28
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Fevereiro de 2007

Poupar água nas máquinas de lavar

Poupar água nas máquinas de lavar

Além dos banhos existem outras actividades que necessitam de água quente, tais como lavar a loiça e lavar a roupa.

Em Portugal, na grande maioria das casas onde se utilizam máquinas de lavar são as próprias máquinas a aquecer a água através de uma resistência eléctrica. Isto representa um elevado consumo de electricidade, tendo também o inconveniente de aquecer a água muito lentamente e por isso obrigar a que as máquinas estejam a funcionar durante mais tempo.

Existem máquinas preparadas para receber água pré-aquecida, evitando assim a necessidade da resistência eléctrica. Estas máquinas permitem poupar uma quantidade significativa de energia se o nosso sistema de aquecimento de água for por painéis solares. No entanto, teremos de exigir aos fabricantes de electrodomésticos que disponibilizem equipamentos com estas características, ainda praticamente inexistentes no mercado nacional.

Reduza a utilização das máquinas de lavar, só as ligue quando estiverem completamente carregadas, se não conseguir, seleccione um ciclo de lavagem adaptado.

No caso da lavagem da loiça, reduzir ao mínimo o enxaguamento.

Não se esqueça de limpar regularmente os filtros e remover os depósitos.

publicado por andreia às 14:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Como poupar água no banho?

Como poupar água no banho?

A maior parte da água quente sanitária é utilizada para banhos.

A utilização de duches permite poupar uma quantidade de água significativa em comparação com o que se gasta em banhos de imersão, mas é necessário evitar duches demasiado demorados. Feche a torneira enquanto se ensaboa, e poderá poupar até 76 mil litros por ano.

Para reduzir ainda mais a quantidade de água gasta é recomendável a instalação de chuveiros mais eficientes, que aumentam a pressão de saída da água e proporcionam a sensação de maior quantidade de água, estando na realidade a gastar menos

A água do duche pode ser utilizada em algumas limpezas, como, por exemplo, no quintal ou na sanita.

 

publicado por andreia às 14:33
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 1 de Fevereiro de 2007

Carta Europeia da Água

Carta europeia da água

Proclamada pelo Conselho da Europa em Maio de 1968

 

  1. Não há vida sem água. A água é um bem precioso indispensável a todas as actividades humanas.

     

  2. Os recursos hídricos não são inesgotáveis. É necessário preservá-los, controlá-los e, se possível, aumentá-los.

     

  3. Alterar a qualidade da água é prejudicar a vida do homem e dos outros seres vivos que dela dependem.

     

  4. A qualidade da água deve ser mantida em níveis adaptados às utilizações e, em especial, satisfazer as exigências da saúde pública.

     

  5. Quando a água, após ser utilizada, volta ao meio natural, não deve comprometer as utilizações que dela serão feitas posteriormente.

     

  6. A manutenção de uma cobertura vegetal apropriada, de preferência florestal, é essencial para a conservação dos recursos hídricos.

     

  7. Os recursos hídricos devem ser objecto de um inventário.

     

  8. A eficiente gestão da água deve ser objecto de planos definidos pelas autoridades competentes.

     

  9. A salvaguarda da água implica um esforço muito grande de investigação científica, de formação técnica de especialistas e de informação pública.

     

  10. A água é um património comum cujo valor deve ser reconhecido por todos. Cada um tem o dever de a economizar e de a utilizar com cuidado.

     

  11. A gestão dos recursos hídricos deve inserir-se no âmbito da bacia hidrográfica natural e não no das fronteiras administrativas e políticas.

     

  12. A água não tem fronteiras. É um bem comum que impõe uma cooperação internacional.

publicado por andreia às 20:29
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Poupar água nos jardins

. Poupar água na lavagem do...

. Menos descargas no autocl...

. Feche bem a torneira

. Poupar água nas máquinas ...

. Como poupar água no banho...

. Carta Europeia da Água

. Introdução: ÁGUA, um bem ...

.arquivos

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds